Matador no hotel Edition é o point do momento em South Beach, Miami

 matador-space-002b-gallery

Acompanhar o ritmo de inaugurações de restaurantes em Miami é uma missão quase impossível, mas eu, que não sou nem um pouco caseira e adoro comer, estou sempre pronta pra experimentar as novidades. Recentemente, fui conhecer o Matador Room com a linda Cris Tamer do blog Bettys (pessoa maravilhosa de corpo e alma, se vocês ainda não seguem o blog, vale conhecer aqui).

A vista é da piscina do hotel Edition em Miami Beach

A vista é da piscina do hotel Edition em Miami Beach

O restaurante, que é do famosíssimo chef Jean-Georges, abriu recentemente no Edition, hotel que é a grande novidade do inverno em Miami (tem até pista de boliche). São dois ambientes, um mais formal mas muito lindo, e a área externa de frente pra piscina. Além disto, há um bar bem bonito logo a entrada, mas no dia em que estivemos lá, a música ao vivo estava altíssima, e como a gente queria fofocar, preferimos evitar.

A comida é muito bem preparada e combina pratos espanhóis, caribenhos e outros com influências latinas. Nós experimentamos um milhão de pratos e o destaque ficou por conta do guacamole preparado de forma inusitada, com ervilhas misturadas ao abacate, e os tartare de atum e o de peixe branco.

Como todo restaurante novo em Miami, o Matador está bombando. Então precisa reservar com antecedência.

Anúncios

Restaurante badalado: Estiatorio Milos

Ontem fomos experimentar o Milos, um restaurante novo que já se tornou um dos mais badalados da cidade, sendo frequentado por famosos e pelo pessoal que quer ver e ser visto.

Localizado na pontinha mais sul de Miami Beach, uma área conhecida como South of Fifth, o restaurante oferece uma opção sofisticada para quem gosta da cozinha grega. O restaurante é belamente decorado, com duas salas principais e um terraço, mas é o bar animado e o freezer, onde peixes e frutos do mar, importados diariamente do Mediterrâneo, ficam expostos, que chamam a atenção.

O cardápio traz pratos da cozinha internacional, tais como o sashimi de atum, tartar de salmon e lagosta, mas o foco são as opções da cozinha grega tradicional, e os peixes, que você pode escolher inteiro e determinar a forma de preparo. Vale notar que os peixes e frutos do mar são vendidos por quilo e que os preços são bem salgadinhos. Afinal, não deve ser barato trazer peixe diariamente de avião. O meu conselho? Pergunte o preço antes de escolher.

As entradas vão de USD $10 a USD $29 e os pratos principais de USD $41 a USD $61. Muitos dos pratos são bem fartos e podem ser divididos, mas mesmo assim, a conta, com uma garrafa de vinho grego de preço médio, dificilmente sai por menos de USD $100 por pessoa.

Quem procura uma opção mais barata de cozinha grega, deve experimentar o Mandolin Aegean Bistro.

Restaurante novo em Miami Beach, casual e com bons preços


Eu ainda estou no Brasil, mas o marido passou a noticia hoje da abertura do Cooper Avenue, um novo restaurante em Miami Beach. Ele esteve lá ontem à noite com um amigo e aprovou. A proposta é simples: comida da nova culinária americana em porções fartas que são servidos “family style” ou em pratos individuais. São saladas, massas e carnes e sanduiches para o almoço. Os preços vão de $9 a $30 dólares e o restaurante fica aberto para o café da manha, almoço, jantar e para o brunch de domingo.

O Cooper Avenue fica no prédio da New World Symphony, pertinho da Lincoln Road, fazendo dele um lugar perfeito para antes e depois dos concertos. Como os donos do restaurante são conhecidos na cidade, aposto que o Cooper Avenue vai se tornar um point pros moradores da região. Vale conferir!

Restaurante Badalado: o The Bazaar

A novidade culinária do verão em Miami é o restaurante The Bazaar by José Andrés no Hotel SLS em South Beach, filial do de Los Angeles. O chefe é o famosíssimo espanhol José Andrés e como em Los Angeles, o restaurante tem um cardápio de tapas tradicionais e moderninhas. O menu é imenso, e vem influenciado pelos pratos e sabores da América Latina e de outras culturas.

A decoração, de Philippe Starck, é surrealista e como em Los Angeles, o salão é dividido em dois espaços. O Rojo, como diz o nome, é decorado em vermelho e tem um ambiente aconchegante. Com vista pra cozinha aberta, o outro salão, chamado Blanca, é mais sofisticado.

As tapas tradicionais são de ótima qualidade mas nada muito diferente: embutidos, queijos, azeitonas. O barato fica por conta das tapas modernas: o Cubano, por exemplo, é um sanduiche estilizado com recheio de queijo suíço, presunto ibérico e mostarda, servido sobre rochas (USD 12). Os churros são feitos de mandioca e recheados com pasta de amendoim servida em um tubinho parecido com os de pasta de dente (USD 9). Um risoto de arroz cozido com leite de coco, gengibre e vieiras vem dentro de um coco verde (USD 18).

Foto de Laine Doss

Eu não sou muito fã de tapas, sempre saio desses restaurantes achando que comi demais, mas não satisfeita. Mas eu adorei o The Bazaar em LA e o de Miami é quase tão legal.

A dica fica pra quem quer conhecer um restaurante da moda.

Ásia de Cuba: um restaurante que é a cara de Miami

Sábado eu fui convidada pra jantar no Ásia de Cuba, o restaurante do Mondrian South Beach, que é um hotel butique badalado (veja o post aqui).

Apesar de não ser novo, o Ásia de Cuba é um daqueles restaurantes modernos, mas que serve comida gostosa em um ambiente animado. O hotel fica de frente pra Baia de Biscayne, ou seja, não é do lado da praia, mas a vista é linda, principalmente à noite. Eu sentei no interior do restaurante, mas as mesas externas, na beira da piscina são uma ótima pedida em uma noite fresca.

A minha reserva era pras 20:30h mas chegamos um pouco mais cedo e o bar já estava lotado, cheio de gente animada. Eu normalmente não tomo coquetel, mas os mojitos de frutas vermelhas estavam com uma cara tão boa que eu não resisti. E valeu a pena mesmo, super refrescante e servido em copos de geleia estilizados com o toque de um pauzinho de cana-de-açúcar pra enfeitar.

Como o nome indica, o menu é asiatico com toques latinos, uma fusão de sabores pronunciados em pratos fartos e perfeitos pra compartilhar. Nós pedimos um tartar de atum que foi preparado com azeitonas, amêndoas e pedacinhos de coco e as Gambas Mai Tai, camarões gigantes em molho de curry tailandês. O arroz que acompanha o prato é servido enrolado em folha de bananeira o que o faz  adocicado, oferecendo um contraste perfeito ao curry apimentado.

 

O Ásia de Cuba é perfeito pra ir com um grupo de amigos e sentar nas mesas comunais, experimentando um monte de pratos, ou pra quem quer um restaurante com um ambiente que é a cara de South Beach. Os preços das entradas vão de 12 a 17 dólares e os pratos principais de 25 a 48, mas como as porções são grandes e  feitas pra compartilhar, o custo fica mais razoável. A carta de vinhos tem um número limitado de garrafas de grandes produtores, com preços a partir de 45 dólares (os melhores ficam acima de 80). Há também uma boa seleção de saquês e cervejas.

Cecconi’s: restaurante badalado no hotel Soho Beach House

Recentemente fui jantar no Cecconi’s, o italiano do hotel Soho House, que tem um dos ambientes mais gostosos de Miami, combinando estilo, conforto e boa comida. A decoração, que remete varanda em Veneza ou em Capri, inclui belos detalhes como um piso em listras azul e branco,  mesas em madeira rústica e sofás revestidos em estampa gráfica para um toque moderno. Apesar de ser quase todo ao ar livre, o salão é protegido por um forro que fica fechado em noites de chuva.

Esse restaurante é perfeito prum jantar especial, especialmente em uma noite fresca, pois com o forro fechado, o ambiente fica abafado e perde aquela magia de jantar “sob as estrelas.”  O cardápio não é extenso mas inclui clássicos da culinária italiana como burrata, carpaccio, massas e pizzas, todos preparados de uma forma moderna e com ingredientes de primeira. Na minha última visita, escolhi o polvo grelhado, com limão e alcaparras e o marido foi de tartar de steak, preparado na mesa com pecorino, trufas negras e ovo de codorna. O prato principal foi uma pizza com speck (o bacon italiano proveniente do Alto Adage) e queijo fontina, que saiu com massa perfeita do forno à lenha. Eu achei a pizza excelente, levando em consideração o fato de que em Miami, as pizzas costumam ser meio sem graça.

A carta de vinhos com opções provenientes das maiores regiões produtoras do mundo e com ênfase nos italianos, tem preços bem salgados. Os pratos vão de 10 a 20 dólares para entradas e de 26 a 43 para os pratos principais, preços típicos dos restaurantes da moda aqui. Estacionamento foi 22 dólares, o que eu, pessoalmente, acho um absurdo.

Como em todos os restaurantes badalados de Miami, é importante fazer reserva, e neste caso eu recomendo escolher uma mesa no terraço pois o ambiente interno não tem o mesmo charme.

Mandolin Bistro: um pedaçinho do Mediterrâneo em Midtown

O bairro de Midtown está se tornando um dos mais interessantes de Miami com uma mistura de restaurantes, lojas e estúdios de artistas. Não é um local sofisticado ou turístico, mas é perfeito pra quem já esteve aqui um milhão de vezes e agora quer conhecer os lugares do dia-a-dia dos moradores da cidade

O Mandolin Aegean Bistro, é um dos meus lugares favoritos em Midtown. Sabe aquele restaurante que é a expressão perfeita de um bairro? Pois então. O Mandolin é exatamente isto. Fica localizado em uma casa da década de 40, decorada em azul e branco e com mesinhas de madeira espalhadas pelo terraço. A comida é simples, rústica e inspirada pelas vilas do litoral da Turquia e da Grécia. São mezes com babanoush, kefte e frutos do mar preparados no grill. Tudo servido com os vinhos simples da região.

Um pedaçinho do mediterrâneo bem no meio de Miami.

Restaurante novo: Edge, Steak and Bar

Edge, Steak and Bar, o restaurante do Four Seasons, surpreende pois embora esteja localizado em um dos hotéis mais sofisticados e caros da cidade, é super acessível. Com um bar animado e ambiente jovem, o Edge já está se tornando um dos pontos de encontro na região da Brickell para a happy hour, principalmente em dias ensolarados e frescos, quando a turma toma conta do lindo terraço.

O menu é eclético com ênfase nas carnes e peixes e eu adorei o pato preparado com figos e a corvina com crosta de manjericão em molho de pimenta piquillo. Eu recomendo o tiradito de wahoo ou os tartare de atum pra quem quizer uma entrada leve mas com sabores complexos.

A carta de vinhos oferece mais de 50 opções por menos de 100 dólares e a seleção de cabernets americanos inclui alguns produtores menos conhecidos mas de alta qualidade. Para a sobremesa eu recomendo uma que é a cara de Miami — coffee and doughnuts – bolinhos de canela servidos com espuma de café.

o tiradito de wahoo

Pubbelly: restaurante descolado em Miami Beach

Parece que todo dia abre um restaurante em Miami e como eu ando saindo pouco a noite , a minha lista de lugares pra experimentar acaba enorme. A minha dica de hoje, o Pubbelly, estava na minha lista  faz um bom tempo pois já não é tão novo.

Seguindo a tendência dos gastropubs que servem comida gourmet em ambiente super casual, o Pubbelly virou um sucesso a partir do minuto que abriu, atraindo o pessoal local, principalmente os jovens moradores de South Beach. Os pratos são servidos em estilo tapas e quase todos tem um toque asiático mas os meus preferidos foram os ocidentais: o chochinillo, leitão preparado com maças na canela e o gnudi servido com shitake e abóbora. Os preços, de 10 a 15 dólares para as tapas e de 20 a 35 para os pratos principais são razoáveis, mas como acontece frequentemente neste tipo de restaurante, a gente acaba querendo experimentar tudo e a conta acaba salgada.

A carta de vinhos não impressiona mas eu contei mais de 20 cervejas de pequenos produtores no menu, inclusive algumas “cult” como a canadense La Fin du Monde e a Americana Dogfish Head. Eu não sou fã de cerveja mas achei a seleção super interessante.

O Pubbelly não aceita reservas, então prepara-se pra esperar ou tente arranjar um lugarzinho no bar.

Caipira moderninho: restaurante badalado em Miami Beach

A fachada do Yardbird em Miami Beach

A tendência dos restaurantes em Miami ultimamente é servir comida com ingredientes simples mas de boa qualidade, em pratos preparados sem muita frescura. O Yardbird é um dos melhores exemplos desta onda.

Servindo a culinária tradicional do sul dos Estados Unidos, modernizada por um chefe super competente, o Yardbird rapidamente se tornou o queridinho da moçada animada de Miami Beach.

blackeberry

O drinque Blackberry Lemonade é demais

A especiliadade da casa, como não podia deixar de ser, é o frango frito empanado (fried chicken), que vem à mesa com os tradicionais biscuits. A tábua de charcuterie preparada em casa, e as saladas são excelentes também.

Os coquetéis, servidos aqui nos Mason Jars, aqueles copos de geleia tradicionais, são preparados com Bourbon, o whiskey americano feito a base de milho. Não deixe de experimentar o Blackberry Bourbon, que leva espumante, frutas vermelhas e Bourbon.

O ambiente é animado, com muita música (rock do sul dos Estados Unidos) e os preços para o jantar, cerca de $50 dólares por pessoa, são super razoáveis. Só não esqueça de fazer reservas, pois como todo lugar da moda, o Yardbird está sempre lotado.