Restaurantes em New York

The-Modern

The Modern

picholine

Picholine

abc

ABC Kitchen

nomad 2

O Atrio do The NoMad

Quando estava em NY recentemente, uma leitora do blog pediu dicas de restaurantes. Tentar acompanhar as novidades gastronômicas em New York é humanamente impossível. Mas se come muito bem por lá, das pretzels dos ambulantes aos restaurantes estrelados pelo Michelin.

A minha listinha, como tudo neste blog, é suuuper pessoal e não segue nenhum critério específico. São lugares que eu frequento. Alguns, como o The Modern, há anos. Outros, como o The NoMad, que conheci recentemente, mas onde pretendo voltar com certeza.

The Modern– localizado no MAM, a passos da quinta avenida, este restaurante é uma joia. Sofisticado, com arquitetura que faz jus ao museu, e com um bar animadíssimo, é o lugar perfeito para uma parada para o almoço ou para um jantar especial. O restaurante é divido em dois ambientes: o bar, mais casual e animado e o elegante salão. Os menus são distintos nos dois ambiente, com pratos mais simples, mas não menos deliciosos, servidos no espaço do bar.

Picholine– este foi um dos primeiros restaurantes onde o marido me levou em NY.  Tradicional, romântico, ele é perfeito para um jantar a dois depois de assistir um show na Broadway ou no Lincoln Center, que fica logo em frente.

ABC Kitchen– localizado dentro da loja de decoração ABC, na lower Broadway, (pra quem não sabe, a famosa Broadaway corta Manhattan do norte ao sul), este restaurante foi decorado cuidadosamente com o tema de uma casa de fazenda chique. A comida, servida em pratos pequenos para serem compartilhados, vêm assinada pelo famoso chefe Jean-Georges. Eu indico para quem esteja passeando na região deDowntown.

The NoMad– um dos restaurantes mais badalados em NY ultimamente, ele fica no The Nomad Hotel e leva a assinatura do estreladíssimo chefe do Eleven Madison Park (uma das casa mais exclusivas da cidade). O restaurante fica dividido em ambientes distintos, indo de um espaçoso e animado átrio coberto por um teto de vidro a uma biblioteca intimista. A comida, francesa, mas com toques internacionais (o nômade do nome), é perfeita. O frango recheado com brioche e foie-gras é de lamber os beiços, como dizia a minha vó. Reserve com muita antecedência pelo site do restaurante.

nomad

NoMad em NY- tem que reservar com antecedência

Outros restaurantes que eu adoro e que sempre valem a pena? Sarabeth’s pro brunch, almoço no A Voce (sente perto da janela para aproveitar a vista), o Grammercy Tavern para um jantar elegante e o Beirgarten do hotel The Standard, para uma refeição casual e um chopp  depois de um passeio pela High Line.

 

 

Anúncios

Dicas de NY para quando você for…

manhattan

O mais novaiorquino dos novaiorquinos

Meu marido nasceu em NY e há anos vem me ensinando os hábitos locais. Como toda cidade, NY tem suas regras, que embora não oficiais, são seguidas à risca pela população:

1. Não olhe. Mesmo que a pessoa sentada do seu lado no metrô esteja pelada, finja que nem percebeu. Os nova-iorquinos se orgulham de não se abalarem com nada.
2. NY é mais formal que a maioria das cidades americanas: apenas os turistam usam tênis,  e a população presta muita atenção às tendências da moda. Mas se você sempre sonhou em se vestir de punk ou usar uma peruca azul, vá em frente. Os nova-iorquinos admiram e respeitam estilo e individualidade.
3. Só os turistas andam no meio da calçada. Nova-iorquinos mantêm à direita e se param, saem do caminho para não atrapalhar os outros pedestres.   

6. No metrô, pegue seu cartão quando estiver descendo as escadas, certifique-se de que a fita magnética está virada para baixo e insira rapidamente, como um cartão eletrônico.

7. Toda vez que eu ouço uau, quanto custa isto? NY é tão cara! Já sei que é turista. Tudo é caro em NY, os moradores aceitam e fingem que não notam.

8. Quando você vir uma pessoa famosa na rua ou no lobby do seu hotel, resista ao impulso de pedir um autógrafo ou uma foto. Os nova-iorquinos simplesmente dão uma olhadinha com o canto do olho, às vezes sorriem delicadamente mostrando que reconheceram, e depois correm para o facebook para contar pros amigos.
9. Nova-iorquinos são loucos por imóveis e não acham estranho se você perguntar quanto eles pagam de aluguel ou quanto custou aquele apartamento com a vista incrível do parque (só park, não Central Park).

10. Novaiorquinos não chamam sua cidade de New York. Manhattan é The City e os outros bairros são referidos por seu nomes: Queens, Bronx, Brooklyn, Staten Island, Long Island, etc.

11. Os residentes nunca olham para cima. Não observam os prédios, as pontes, as igrejas. Mas eles perdem…. aproveite que você é turista… vá em frente e olhe.