Miu Miu e almoço no Bal Harbour

Eu sei que ando falando muito de moda ultimamente mas tenho um monte de amigos que vieram passar o “fim” do verão brasileiro fazendo compras aqui, então acabo entrando no ritmo. Ontem dei uma passada pelo Bal Harbour pra encontrar um pessoal e almoçar no Makoto, que é uma ótima alternativa para o Carpaccio, que todo mundo que vem a Miami com frequência já conhece. Os pratos seguem a linha japonesa tradicional com alguns toques modernos como e o rolinho de atum que difere das versões mais comuns por ser servido com rodelinhas da pimenta mexicana jalapeno.

Depois do almoço passei pela Miu Miu e resolvi apresentar pra vocês o Fábio pois ele é  brasileiro e é sempre legal ter alguém que fala português ajudando a gente, vocês não acham? A loja é linda e eu adoro os trench coats e os acessórios, principalmente os sapatos. Fiquei encantada com um casaquinho de plumas marabu com detalhe metalizado e tive que experimentar. Ele esquenta mas não tanto quanto um casaco de peles e  a ave não morre no processo de retirar as plumas. O vestidinho que eu estou usando é um velhinho do Phillip Lim mas a tendência de rendas continua forte.

Anúncios

Zara e outros probleminhas causados pela moda

Uma leitora do blog pediu que eu indicasse a melhor Zara de Miami, já que há três lojas da marca espalhadas pela cidade.  Como nada na vida é simples, antes de dar a minha dica, eu tenho que contar uma história.

Eu adoro moda e lojas como a H&M e a Zara são uma mão na roda quando a gente quer experimentar tendências sem gastar uma fortuna. O problema é que cada vez que eu entro nestas lojas, o marido diz é uma vergonha comprar em loja que emprega trabalho semi-escravo. Ele tambem insiste que é hipocrisia pois eu sou contra comprar mercadoria falsa (esta é outra história). Aí, o meu coração parte e eu fico pensando nas condições de trabalho que os empregados da Zara enfrentam pra que eu compre moda barata. Mas como eu não tenho vergonha na cara, acabo voltando lá, sem ele.

Pois então…  Depois de evitar a Zara por alguns meses, eu não resisti e passei por lá na semana passada. Comprei uma calça faux couro e um top tipo moleton.  Acabei usando o look pra ir ao mini concerto da New World (veja post aqui) com uma blusinha preta básica  por baixo. E como não dá pra usar Zara dos pés à cabeça, a bolsinha é a “wallet on a chain” da Chanel, que eu uso quando quero carregar só um batonzinho. A sandália eu comprei faz um tempão na Daslu.

E antes que eu me esqueça, a minha Zara preferida é a da Collins Avenue em Miami Beach pois tem mercadoria nova quase toda semana. A minha dica é passar lá antes do meio dia para evitar os turistas.  A Zara do Shopping Dadeland também tem uma boa seleção de mercadoria mas os provadores são minúsculos.

Zara Miami Beach

Agora que eu confessei, quero saber… vocês sentem peso na consciência ao comprar nestas lojas de fast fashion?

Templo dos sapatos

  

 

Departamento de Sapatos na Neiman’s em Merrick Park

Quem não resiste aos sapatos tem milhares de opções legais em Miami. Da DSW, que é um outlet de sapatos, às boutiques como a Intermix até as lojas de departamentos.  Mas a meca mesmo é a Neiman Marcus no shopping Merrick Park em Coral Gables. Pra mim, nos Estados Unidos, somente a Saks em NY e a Barney’s em Los Angeles tem uma seleção melhor. Todas as marcas que fazem a gente suspirar estão lá: Chanel, Prada, YSL, Lanvin,Valentino, Balenciaga e Louboutin. E as liquidações são bárbaras, principalmente as que acontecem em maio, agosto e dezembro (após o natal).