O Biltmore Hotel: tradição em Coral Gables

Por incrível que pareça eu nunca falei aqui no blog sobre o hotel Biltmore em Coral Gables, que é praticamente meu vizinho. Pros residentes de Coral Gables, o Biltmore funciona como um clube onde associados usam a academia, a piscina e as quadras de tênis. Como não podia deixar de ser, eu estou sempre lá. O marido usa a academia, de vez em quando eu vou pra piscina, e frequentemente vamos jantar no restaurante Fontana, que serve comida italiana em um ambiente lindo ao ar livre.

Em uma cidade jovem como Miami, o bairro de Coral Gables e o Biltmore, oferecem uma conexão com o passado. Construído em 1926 como um hotel, ele foi usado como um hospital militar e acolheu veteranos da segunda guerra. Subsequentemente, entrou em decadência e na década de 80 foi reformado e reaberto.

O coração do hotel é ocupado pela piscina, que impressiona por seu tamanho, e quem já assistiu aos filmes da Esther Wiliams, vai reconhecê-la  das cenas de nado sincronizado. Pra que quer muito conforto ou está com a família, a pedida é alugar uma das cabanas, que vêm equipadas com ventilador, chuveiro e chaises diferenciadas.

O lobby mantêm detalhes originais mas a decoração, como em outras partes do hotel, está meio velha. Os apartamentos são confortáveis mas mesmo nas suítes, os moveis estão velhinhos e as TV são antiiiigas. Os banheiros foram reformados recentemente, e embora pequenos, estão em bom estado.

Eu fui convidada por amigos pra passar o 4 de julho na penthouse do hotel, a suíte onde reza a lenda, Al Capone ficou hospedado, e que é a maior do hotel. Com dois andares, terraços e detalhes originais como uma lareira de pedra e pintura a fresco no teto, a suíte é charmosíssima, porém também precisa de uma redecoração.

Na suite Al Capone que dizem ser mal assombrada

O campo de golfe, que pertence à cidade de Coral Gables, mas é administrado pelo hotel, é super bem cuidado, mas eu não posso comentar muito, pois não jogo.

Em minha opinião, o Biltmore é perfeito pra quem admira hotéis históricos e não se importa com pequenos defeitinhos. O serviço é atencioso e simpático e não há nada mais lindo do que um passeio por Coral Gables pra quem ama arquitetura mediterrânea. Se você escolher ficar hospedado aqui, lembre-se de que embora a apenas 20 minutos da Brickell e a 30 minutos de South Beach, ter carro é essencial, pois o transporte público é ineficiente.

Anúncios

Coral Gables, história e charme mediterrâneo no coração de Miami

 

Todo turista em Miami passeia pela Ocean Drive, Lincoln Road e até mesmo pela Causeway, a via que liga Miami a Miami Beach. Pouca gente tira um dia para conhecer a cidade onde eu moro, Coral Gables. Embora seja um município independente, Coral Gables fica bem no meio de Miami e oferece um dos melhores exemplos de arquitetura mediterrânea dos Estados Unidos (outro bom exemplo é a cidade de Beverly Hills). Planejada na década de 20 como a Riviera Americana, Coral Gables retém o charme da época com fontes, praças e arcos separando a cidade do resto de Miami. Entre as atraçoes,vale conhecer o Biltmore Hotel e a Venetian Pool, fazer compras no shopping Merrick Park e parar pra almoçar no centrinho da cidade. Porém, na minha opinião, passear pelas ruas, admirando a arquitetura e as casas históricas, é o melhor programa.