As clutches do momento (post com favoritas e preços)

valentino clutch3

Valentino

Voces já repararam que a bolsa da hora é a clutch (nossa bolsa de mão)? Eu sempre fui fã para noite, mas recentemente tenho usado durante o dia para atualizar o look.

As minhas favoritas são da Celine, YSL, Valentino, Stella McCartney e Proenza Schouler (listei algumas e os preços médios nas fotos abaixo).

miu miu clutch, zina, fashionvibe

foto by fashionvibe

stella

a clutch falabella da stella McCartney

yesl tassel

$1250 doletas nas lojas YSL e nas de departmentos aqui nos estados unidos

proenza

$870

valentino

$1495

Todos estes preços são relativos. A Celine e a Valentino, por exemplo, oferecem versões em pele, couro de crocodilo e píton, com preços muito mais salgados.

falabella

$1250

Mas você não precisa gastar uma fortuna para ter uma clutch descolada. Eu tenho várias de crochê feitas pela minha mãe e frequentemente uso uma necessaire como bolsa de mão (vcs conhecem deste post aqui e aqui).

E uma das minhas clutches favoritas é uma cigarreira que achei em uma loja de antiguidades e transformei (viram este post?).

Entre as grifes brasileiras, eu acho as da Serpui Mari muito legais, com formato clássico e colorido atrativo. Estou de olho nas da foto abaixo para o verão no Brasil?

serpui marie2

quem quiser me dar esta da serpui mari … fica a dica

Mas quem quiser algo bem diferente mesmo, a pedida são as da grife Charlotte Olympia em formato de vidros de perfume como a da foto abaixo da revista Grazia.

grzia

Ou ainda melhor, fazer uma customizada da marca Edie Parker, que são sucesso no mundo fashion.

fashion-week-accessories-dani-stahl

edie parker personalizada

Quais suas preferidas? Esqueci alguma legal?

Curiosa para saber o que acharam.

Anúncios

Louis Vuitton tentando ser Celine

red carpet

Não dá para abrir uma revista aqui sem dar de cara com a campanha das novas bolsas W da Louis Vuitton (foto com a atriz Michelle Williams).

Eu costumo não dar as bolsas LV aqui no blog porque as ruas estão infestadas de cópias de terceira compradas em camelô (preciso fazer um post explicando como identificar as falsas).

louis vuitton

Mas mesmo não sendo fã, admito que as novas bolsas, me chamaram a atenção. Primeiro, a campanha ficou muito bonita. Segundo, a mistura de materiais (uma clara imitação das Celines), e o formato (idem), fez com que este lançamento se tornasse mais interessante do que outros recentes da marca.

Pessoalmente, fico as Celines, que já viraram clássicas. Afinal, se até a Louis Vuitton está imitando…Mas pra quem estiver pensando em comprar uma Louie, acho que a W é uma boa pedida.

A novidade pode ser encontrada nas lojas LV com preços à partir de USD3700 (os preços variam dependendo do couro e outros detalhes)

Novidade: nova butique The Alchemist abre em Miami Beach

ALCHEMIST 2-00.psdalchemist
A primeira butique The Alchemist abriu no segundo andar da famosa garagem na Lincoln Road em Miami Beach e imediatamente adquiriu status cult, não apenas pelo estoque de Celine, Rick Owens e outras marcas super conceituais, mas pela arquitetura da loja, literalmente uma “caixa de vidro” no meio do estacionamento. Mas como o os modelitos que eles vendem não são para todos os bolsos, os donos, aproveitando o sucesso da loja, resolveram abrir uma segunda loja no mesmo prédio, mas no nível da rua, e com produtos relativamente mais acessíveis.

Mas não se deixe enganar. Embora a passos do cinema e da Banana Republic, a segunda Alchemist não vende nada produzido em massa. São objetos, acessórios, maquiagem, livros e roupas de marcas como Altuzarra, Natalia Brilli, Phillip Lim e Isabel Marant, tudo garimpado cuidadosamente. O que quer dizer que não tem nada muito baratinho.

Mas fica a dica pra quem tem um estilo distinto e marcante e gosta de garimpar um modelito exclusivo.

Dicas de como comprar na Zara

Quando me perguntam qual a melhor Zara em Miami, eu costumo recomendar a loja do shopping Dadeland que foi reformada recentemente (não viu o post? Clique aqui). Mas sinceramente, acho muito mais importante saber como comprar na Zara. Ou seja, entender como eles produzem e vendem, antes mesmo de ir comprar.

Como vocês sabem, a maioria da mercadoria da Zara é produzida com materiais de terceira e com acabamento que vai cair aos pedaços rapidamente. Mas eles são experts em interpretar as tendências e levar pra rua o que aparece nas passarelas. Como resistir?

Por isso, eu sigo umas regras básicas que me ajudam a identificar os melhores modelitos.

  1. Descubra o dia certo – todas as lojas da Zara recebem mercadoria uma vez por semana, então é legal dar uma passadinha toda semana, ou saber o dia de chegada das novidades. Em Miami, mercadoria nova chega na quarta feira.
  2. Na frente melhor– as roupas expostas na frente da loja são as de melhor qualidade e as que irão desaparecer das prateleiras rapidamente. Eu normalmente dou uma rodada na parte de frente da loja e vejo se alguma coisa me chama a atenção. Se não vejo nada legal, nem perco tempo de entrar no resto da loja.
  3. Feito onde – A Zara produz roupa no mundo inteiro, mas as melhores peças, criadas para acompanhar as tendências do momento são feitas na Espanha ou no Marrocos. Olhe a etiqueta também para saber qual material foi utilizado. Procure lã, cashmere, algodão e seda.
  4. Evite as cópias– parece contradição, afinal, a Zara vive de copiar os estilistas famosos. Porém, muitas vezes a cópia é muito literal e sinceramente ninguém vai acreditar que o seu sapato da Zara é do Valentino. Eu costumo optar pelas roupas que, embora inspiradas pelas grandes marcas, não tentam ser  uma imitação literal. Se o seu sonho é ter uma bolsa Celine, ou um sapato Valentino, economize para comprar o original. A imitação não engana ninguém, nem você mesma.

E aí, concordam?

As melhores lojas de calçados

Amei, esse valentino vermelho (eu tenho o preto)

Seguindo o exemplo das grandes lojas de departamento de NY, as de Miami estão em guerra pra ter o maior e melhor setor de sapatos. Ontem foi a vez da Neiman Marcus de Bal Harbour celebrar sua nova seção de sapatos com uma festa, que por sinal foi uma delícia. Afinal com sapatos e champagne, precisa mais?

Entre as novidades estão novas butiques da Celine e da Lanvin e um setor maior pra Chanel e pro Louboutin. A marca Charlotte Olympia, que já se tornou a queridinha das fashionistas, também ganhou um setor especial.

Me divertindo entre os sapatos

Eu experimentei três sapatos, os meus favoritos, que por coincidência (será?), foram todos Valentinos e dois foram vermelhos (nas fotos deste post).

Parece que a Valentino anda dominando a moda recentemente e todas as marcas andam lançando um monte de imitações. Eu vi uma (quase) réplica do sapato acima na Zara e a Schultz também tem vários modelos inspirados pelos Valentinos.

O que vocês acham? É justo as marcas copiarem tanto?

The Webster, multimarcas pra lá de chique

Quem conhece a Jeffrey em New York, a 10 Corso Como em Milão ou mesmo a Daslu dos velhos tempos, vai entender a proposta da The Webster. Localizada em um predinho art deco da década de 50 na Collins Avenue em Miami Beach, a loja possui uma das seleções de designers mais fashion de Miami.

Os donos são os chiquérrimos Frederic Dechnik, Milan Vukmirovic e Laure Heriard Dubreuil,  que entre si já trabalharam na Gucci, Yves Saint Laurent, Balenciaga, Colette e Jil Sander.  Então já sabe… esta loja não é lugar para comprar roupa basiquinha, mas para achar aquela peça super rara que só existe em cinco butiques do mundo inteiro. Espere encontrar designers como Balmain, Isabel Marant, Celine, Altuzarra, Band of Outsiders e Acne.

Na minha última visita, a seleção de Chanel me deixou de boca aberta, digna de loja de Paris. Amei também a coleção de relógios Rolex vintage.